No apagar das luzes do governo Michel Temer, foi feita uma alteração nos descontos dados no programa “Minha casa, minha vida”. Agora, para garantir o subsídio máximo, de R$ 47.500, na compra da casa própria, a renda familiar mensal tem que ser de até R$ 1.200, e não mais de R$ 1.600.
Site Ademi-RJ – 14/01/2019 | Leia mais